Vira e mexe eu recebo um e-mail assim: É para casar! Par de alianças a x reais! E fico imaginando se alguém decide se casar só por que um par de alianças está em promoção…

 Senão, vejamos: Quantas pessoas usam aliança, são casadas e nem ao menos respeitam os votos do matrimônio? Que vivem juntas, em uma solidão doente e fazem apenas pose para as fotos de família em ocasiões especiais? Quantas pessoas vivem de fachada e continuam ostentando as mais belas alianças, de ouro e brilhante, com direito até aquele aro de bodas? Todos nós conhecemos várias!

 Será que elas imaginam que terão outra chance, que a vida é infinita e o que realmente importa é o que os outros pensam? Evoluímos tão pouco assim? Por que trair uma pessoa se o grande traído é você? Sim, porque passar ótimos momentos com o amante e voltar para a vida real é uma grande sacanagem! E NINGUÉM é obrigado a isso…

 Tudo bem que antigamente as pessoas sofriam outras pressões. Mulher divorciada e puta eram basicamente sinônimos. Nenhuma mulher casada convidava a desquitada para a sua casa com medo de perder o marido. Eu mesma passei por isso – como se fosse ameça para alguém – em pleno século 21! Além disso, a maioria das mulheres eram impedidas de trabalhar assim que contraía os laços do matrimonio, ou seja: Separar para viver de que?

 Hoje em dia conheço várias pessoas que optaram por um casamento no mínimo moderno. Minha tia, linda, maravilhosa e viúva tem um namorado super bacana nos finais de semana. Vão a teatros, exposições, vivem a vida com alegria e respeito. Com filhos criados e netos grandes, eles se divertem sem nenhum compromisso. Eu mesma me considero casada, mas vivendo em casas diferentes. Meu amor vai sempre no meu apartamento, divide os problemas, compartilha as suas alegrias e só dorme lá nos finais de semana. Ele continua com a sua rotina de amigos e sinuca e eu faço os meus programas sempre que dá tempo. E somos felizes assim.

 Sabem por que? Muito mais do que um par de alianças, o que realmente sela um casamento é o respeito e amor ao outro. Aquela vontade de estar sempre juntinho, rir das mesmas piadas e ceder quando o outro tem razão. Acordar de madrugada e namorar gostoso aproveitando o tempo que as crianças estão dormindo…Trocar idéias, olhares e muito carinho independente de grana, tempo e situação. Completar a frase do outro e perceber, no tom de voz, se ele está com algum problema ou não. E o melhor: Ficar sensível durante a TPM e ter a certeza daquele abraço no final do dia que cura qualquer mal…Isso sim é casamento bom!

 E você, vai comprar seu par de alianças ou não?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s