É estranho como não nos contentamos com pouco nessa vida. E como isso é que nos move e motiva para continuarmos. Mas também precisamos parar e agradecer mais. Mal alcançamos um objetivo e já queremos outros e outros… E aquilo que conquistamos? Quanto tempo saboreamos?

  Fiz aniversário recentemente e parei um momento para pensar, durante o banho, que as três coisas que eu mais queria que acontecessem durante esse ano aconteceram: Ganhei uma medalha de reconhecimento por um trabalho bem feito, trabalhei no lugar dos meus sonhos e meu filho mais velho passou no CEFET. E? Não conseguia ficar eufórica, não consegui exclamar com tudo aquilo. Será que estamos ficando insensíveis?

  Acho que a correria diária não nos dá o tempo certo da maturação, do saborear, do degustar o sucesso. E ele está aí, em pequenas grandes coisas do nosso dia a dia, pronto para ser sorvido por nós. Mas nos perdemos em tantos atropelos e cobranças vazias que esquecemos do essencial.

  E o que é essencial para você? Dinheiro, fama, bens? Ou o abraço do seu filho, o sorriso ao final do dia, conquistar um novo amigo, se realizar no trabalho, ter um marido que entende o seu olhar? Novos sapatos ou um belo caminhar? Sem utopia, lógico, todos precisamos de dinheiro, merecemos conforto, queremos algo mais. Mas parece que estamos querendo demais e sendo menos. Cada dia mais.

  Tem uma cena no filme “Sob o Sol de Toscana” – recomendo sempre – onde a atriz principal está sentada observando uma festa quando um grande amigo se aproxima e mostra a ela que tudo o que ela desejou há um tempo atrás foi realizado, mesmo sem ser exatamente da forma como ela queria. E ela percebe que a felicidade estava lá, pulsando a sua frente sem que ela se desse conta. E não é que estamos vivendo assim?

  A felicidade está aí, todos os dias, a nossa espreita. Quantas vezes não somos ríspidas com os nossos filhos, negamos um beijo ao amado, esquecemos de dar bom dia ou simplesmente nos fechamos a novas experiências por pura falta de vontade? Ou por medo de ser feliz? Precisamos arriscar mais, viver abertamente, dar largos sorrisos, comemorar as vitórias, ser mais. Ser melhor.

  E essa é minha resolução de ano novo: Quero ser uma pessoa melhor. Em todos os sentidos. Transbordar alegria, não medir esforços, acreditar sempre. Ser mais. Mais feliz. Eu e você, sempre!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s