Adoro conversar sobre relacionamentos com meus amigos homens e aprendo muito mais em 15 minutos com eles do que em meses de terapia. Impressionante!

Quarta feira encontrei com um grande  amigo no Mercado Central e começamos a falar sobre os motivos que levam um relacionamento ao fim. E ele surgiu com uma expressão que achei fantástica: “Afinidade de Consumo”. Sim, pois os opostos não se atraem, eles brigam! Quando existe uma afinidade de consumo – já explico – as chances de um namoro ou mesmo uma pegação darem certo são infinitamente maiores.

Mas, o que seria essa afinidade de consumo? Simples: Vocês dois gostam de teatro, cinema, boa cerveja e jazz? Mil pontos já foram ganhos. Vocês tem o mesmo nível de educação – ou bem próximo – foram criados com valores parecidos, tem idades dentro de uma mesma faixa, se encantam com arte? Milhões de chances de dar certo.

Porque isso é tão importante? Fato:Quando namoramos alguém, a gente quer que a pessoa nos acompanhe na maior parte das coisas. Senão, não é namoro. E quando vamos ao teatro, cinema ou dançar sozinha, é porque não temos um relacionamento. Ok, podemos e DEVEMOS fazer coisas sozinhas. Homens e mulheres precisam de um tempo para si. Mas quando tudo é feito a sós e cedemos mais do que recebemos, isso passa a ser um sofrimento. E namoro não é lugar de tristeza.Pelo menos não deveria ser.

Não adianta querer casar com um solteirão convicto, ser a mulher principal na vida de um filhinho da mamãe, muito menos cobrar romantismo de um insensível ou atenção de um cara mimado.Não devemos querer mudar ninguém, começando por nós mesmos. Isso não acontece. E só traz frustração.

Então, antes de se entregar novamente ao primeiro príncipe encantado, pare e preste atenção. Descubra afinidades. Converse sobre a vida. Certifique-se que ele pensa  parecido com você sobre alguns assuntos que podem parecer bobos, mas que vão dar muita dor de cabeça lá na frente. Perceba como ele se relaciona com os amigos, com a família, com os colegas de trabalho. O que ele pensa sobre as mulheres e quais são as suas convicções. Se ele ainda tem pique na sexta feira a noite para te levar aonde você quiser e ainda a gentileza de ceder aos seus caprichos. Ah! E o mais importante: Se ele mata barata. Mas isso é assunto para outra crônica…

Anúncios

3 comentários sobre “Afinidade de consumo…EU QUERO!

  1. Carol amada mais que demais vc matou a pau. Concirdo com tudo, principalmente com a afirmação que namoro não é lugar de tristeza.Pelo menos não deveria ser. Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s