Tem um ditado que diz que relacionamento é igual bicicleta, tem que estar sempre em movimento para ninguém cair. Ou seja: Temos que estar sempre com o coração aberto, flertando ou namorando alguém para não esquecer o frio na barriga, o gosto do beijo nem o arrepio na nuca.

Mas tem pessoas que nos fazem rever esses conceitos. De verdade. O que esperar de um homem que te liga toda semana e depois de vários desencontros finalmente consegue marcar um chope? O mínimo de atenção e carinho pela situação. Certo?

Tenho até alguns manuais na cabeça para primeiros encontros e imagino que pelo menos um terço do que queremos deveria ser cumprido. Mas o que se passa quando o cara é um grande babaca é sempre o contrário. De nada vale se arrumar e se perfumar…Não vai valer a pena.

Primeiro: Quando alguém está interessado, busca a pessoa em casa e pergunta aonde se quer ir. Mas não… Chop marcado longe e com direito a táxi e Google maps para descobrir onde o tal lugar fica. A sorte é que o lugar é bacana com uma cerveja perfeita. A pessoa demora meia hora para chegar- ok, pelo menos tomou um banho – mas parece ter tomado um antídoto de babaquice junto. Bebe muito, fala alto, come como um troglodita e ainda – sério? – arrota na mesa.

Dá para cogitar que o intuito era afastar e não aproximar a companhia. E ainda começa com piadinhas de mau gosto, um humor chulo e um jeito esnobe de querer ser melhor em tudo. Ah! E lógico: Não para de mexer no celular. Será que é por isso que tem tanto homem sozinho ou com mulher fruta do lado? Qualquer uma com o mínimo de cérebro não atura mesmo.

Depois de muitas cervejas e micos, o fim se aproxima. A conta vem e nem a gentileza de pagar o total o dito teve. Sou a favor de dividir e tal, mas no primeiro encontro, todos os meus amigos concordam: O homem paga!

E para finalizar a noite, o tal ainda tem a cara de pau de dizer que tá de carro, mas mora perto e está muito cansado para te levar para casa. Lógico que nessa altura do campeonato, nenhuma chance de um beijo de boa noite é cogitada. Como o táxi é o melhor amigo da mulher independente, mais um para fechar a noite.

Só não falo que seria melhor não ter saído de casa porque realmente o lugar valeu a experiência. Mas venhamos e convenhamos… É ou não é um grande e imenso babaca?

momento

Anúncios

Um comentário sobre “Encontros inúteis com caras babacas

  1. Que engraçado! Eu passei por uma situaçao exatamente igual a sua, parece até a mesma…chop da fábrica, e o nome do mocinho começa com F. Socorro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s